Restaurante do chef Victor Felisberto distinguido no Guia Michelin 2020

Foram anunciados na noite de quarta-feira, em Sevilha, os nomes dos restaurantes que vão merecer distinção no Guia Michelin Espanha e Portugal 2020, e a nossa região, apesar de permanecer sem as ambicionadas estrelas, ganhou mais um Bib Gourmand. A Casa Chef Victor Felisberto, em Alferrarede, Abrantes, junta-se ao único restaurante que já detinha essa distinção no Médio Tejo, O Malho, em Alcanena. Esta é uma honra reservada para o que os exigentes inspectores do guia vermelho designam por “refeições extraordinárias”, por um preço médio abaixo dos 30 euros. Mais uma vitória para este chef, que começou a lavar pratos em Andorra, ganhou duas estrelas Michelin, voltou a Portugal, patenteou o seu fondant de chocolate e conquistou um lugar entre os cozinheiros de referência.

 

Distinções nunca são demais para um chef. Elas representam, como sabemos nos dias que correm, fortes motivos para a escolha de um restaurante. E quem gosta de comer bem está sempre atento às novidades e aos detalhes que algumas vezes emolduram reputações superlativas. Os bons garfos prendem-se naqueles que trazem na bagagem experiências internacionais, elaboram com paciência produtos de qualidade, ainda que em casas mais discretas, numa rua pacata de uma cidade do interior do País, salvaguardando o bom nome daquilo que é a cozinha tradicional com um toque de modernidade. É o caso da Casa Chef Victor Felisberto, em Alferrarede.

 

Há cerca de 30 anos – o chef Victor Felisberto tem hoje 47 – era um estudante de medicina, em Coimbra, filho de família endinheirada da Golegã e, na realidade, nunca lhe passara pela cabeça ter de trabalhar para viver. Quis o risco do empreendedorismo que os negócios do pai resultassem em insolvência, transfigurando o cenário financeiro e Victor teve de tomar uma decisão difícil para um rapaz de 18 anos: ir lavar pratos e carregar sacos de batatas nas cozinhas de Andorra.

O primeiro passo para se perder um médico estava dado, mas ganhou-se um chef com duas estrelas Michelin e muitas outras distinções. Quais? Não as revelamos agora porque a expectativa vai bem com uma boa história. Contudo, desvendamos já que não seria necessário esperar muitos anos para que o estatuto de referência fosse reconhecido.

Ver Notícia Completa: Médio Tejo

0 Reviews

Write a Review